domingo, 24 de abril de 2011

Relatório Educação Infantil


Nome da Escola: ______________________                                                     
Nome: ________________________________
Sexo: Masculino ( )  Feminino ( )    Série:  ______
Nome da Professora: _____________________

Modelo nº1: Relatório da Educação Infantil


                Partindo das observações realizadas diariamente neste bimestre, pode-se dizer que foi possível constatar embora não tenha autonomia para realizar algumas tarefas, também não se esforça.
               No que se refere ao desenvolvimento cognitivo o aluno não lê seu nome, escreve algumas letras do seu nome embaralhadas e faltando quase sempre as vogais, às vezes inteiro e correto, às vezes ele o coloca de cabeça para baixo , não memoriza o alfabeto nem o escreve , lê as vogais mais não escreve todas, conta oralmente de 0 a 10, mais não escreve os números.
              Já em seu aspecto social seu desenvolvimento e marcado, por facilidade em fazer amizades, pela iniciativa em resolver seus problemas, por manejar bem, seu material de artes, adora fazer de conta, dramatizar e imitar e por ser bem aceita pelos colegas.
             Ao falar do seu desenvolvimento físico e emocional, ouve histórias e faz comentários, valorizando as impressões afetivas, demonstra iniciativa, porém não se empenha muito, não consegue se organizar, não tem poder de concentração e é distraído, tem uma boa participação em sala de aula.
            Assim sendo, e uma criança muito boa e amável só não foi contemplada, nos aspectos do desenvolvimento da aprendizagem na educação infantil.

                                     Frase ou Citação: “Sou professora, pela paixão de educar e o desafio de inovar.”



Responsável: ____________________________________________________
Professora: _____________________________________________________
Diretora:________________________________________________________
Especialista em Educação:__________________________________________





                                        Modelo Nº 2

               Com base nas observações feitas no ano de 2009 pude observar que a Vitória não apresenta interesse pela aprendizagem do desenvolvimento da educação infantil.
               Em seu aspecto cognitivo tendo o desenvolvimento infantil como referencia, apresenta dificuldades em se organizar, não lê, não escreve, não identifica seu nome e nem se interessa pelo processo de iniciação de aquisição da leitura e da escrita.
               Seu convívio social e caracterizado por atitudes que demonstram falta de cooperação falta de participação demonstra inquietude e geralmente se envolve em questões que envolvam seus colegas indevidamente, chora com freqüência e apresenta um período de concentração muito curto.
              E interessante considerar em seu aspecto afetivo,que não demonstra empenho e nem iniciativa, renuncia sua participação quando encontra obstáculos no relacionamento com seus colegas, não aceita regras e não reage bem ao contato afetivo para com os colegas e a professora.
              Sendo assim, se mostrando distraída e desinteressada, e apresentando muitas faltas não posso relatar um desenvolvimento no processo da educação infantil.

                                      “Sou professora, pela paixão de educar e o desafio de inovar.”


                                         Modelo Nº 3


                 Através das anotações e outras avaliações acredito que a única carência que a aluna  possui e a falta de atenção e concentração, que me leva a definir que:
                Em seu aspecto cognitivo houve bastante aproveitamento, constrói o conceito lógico-matemático: somando e subtraindo pequenos números. Faz a contagem oralmente de 0 a 10 com autonomia, escreve as vogais e o alfabeto, falando-os oralmente, copia pequenos textos do quadro sem preocupação ortográfica e processa muito bem tudo que aprende.
                A efetiva participação em seu convívio social é evidente quando suas atitudes são boa participação, interesse, produtividade, empenho, facilidade em se organizar e ainda ouve e conta histórias, valorizando, impressões afetivas.
                No seu aspecto afetivo e emocional demonstra iniciativa, porém não se empenha muito, não consegue se organizar, e distraído porem ouve histórias e faz comentários, valorizando as impressões afetivas, tem um ótimo conceito em participação em sala de aula.
               Até o presente momento nada tenho a reclamar, mais tenho a acrescentar que com um pouco mais de dedicação no próximo ano teremos grandes avanços em relação ao desenvolvimento da aprendizagem na educação infantil.

                                       “Sou professora, pela paixão de educar e o desafio de inovar.”

                                                       Modelo Nº 4

             Com registros de avaliação significativos vou tentar documentar o desempenho desta criança no espaço pedagógico. Sua interação com os vários objetivos do conhecimento, sua convivência com adultos e outras crianças que interagem no mesmo ambiente.
             A partir das observações realizadas ao longo do bimestre, percebe-se que o Brendo com grandes números de faltas, ainda não estabeleceu interação plena as atividades que promovem o avanço nos aspectos do desenvolvimento infantil.
             Em relação ao desenvolvimento cognitivo, demonstra dificuldade em organização, não escreve, não lê não identifica seu nome, não demonstra nem um remoto interesse pela aquisição da leitura e da escrita.
            No seu convívio social tem por costume rabiscar e estragar o trabalho dos amigos, recusar-se a participar das brincadeiras em grupo e geralmente se envolve em questões que envolvam seus colegas de maneira indevida.
            O aspecto afetivo do desenvolvimento infantil evidencia suas constantes mudanças de humor, chora sem explicações evidentes, não tem poder de concentração e ainda renuncia sua participação quando encontra obstáculos no relacionamento com seus colegas.
            Deste modo, relato o que pude observar em suas poucas visitas à sala de aula.

                                     “Sou professora, pela paixão de educar e o desafio de inovar.”


                                                        Modelo Nº 5

     Através da observação diária, frente ao desempenho do aluno no que se refere ás atividades
     Em relação ao desenvolvimento cognitivo percebe-se que o aluno não demonstra desenvolvimento no processo de aquisição da escrita e da leitura.
      O aspecto social de seu desenvolvimento é representado por falta de participação, por não aceitação a regras estabelecidas pela professora, por um relacionamento atribulado com seus colegas e ainda demonstra inquietude e geralmente é envolto em questões que envolvem seus colegas de maneira indevida.
       É interessante considerar sobre o desenvolvimento afetivo, que o Ricardo ainda não demonstra iniciativa e empenho na realização na realização das tarefas. Não tem poder de concentração em atividades que dependam de maior tempo de atuação , não se interessa , é distraído e ainda assim causa algazarra ao seu redor.
Até o presente momento, não houve avanços obtidos em relação à aprendizagem escrita e visual, sendo visível a não integração com o ambiente escolar.

                               “Sou professora, pela paixão de educar e o desafio de inovar.”

                                          Modelo Nº 6


Tendo com base os objetivos traçados ao longo desse bimestre, é possível afirmar que demonstrou integração total as propostas de atividades desenvolvidas em sala de aula e segue totalmente as minhas expectativas para o seu desenvolvimento.
Sobre o desenvolvimento Cognitivo está se desenvolvendo gradualmente no processo de aquisição da leitura e na escrita, escrevendo, mas as vezes não lendo, podendo ser as vezes um pouco de distração.
Falando ainda de seu desenvolvimento social, é cortês com os demais, demonstra iniciativa em resolver seus problemas sendo bem aceito pelos colegas e aceita mudanças na rotina.
Sendo ainda visível em seu desenvolvimento afetivo e emocional, que demonstra interesse, criatividade, iniciativa, empenho, mostrando-se questionador e observador.
Sendo assim, afirmo que os objetivos por mim traçados, foram totalmente alcançados e acredito que até o próximo bimestre haverá novos avanços.

                               “Sou professora, pela paixão de educar e o desafio de inovar.”





12 comentários:

  1. Gostei muinto dos seus relatorios!por favor mand algums novidades pra mim.Bj

    ResponderExcluir
  2. eu tenho muitas dúvidas do que escrever no relatorio .

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Acredito que no relatório seja importante colocar o que a criança é capaz de realizar. Se não escreve o nome, como o faz? Se usava bolinhas, riscos para escrever o nome no início e depois passou a usar algumas letras, já é um avanço importante. Acredito seja fundamental termos uma visão mais ampla do desenvolvimento infantil, principalmente nesta fase e isto só conseguimos com formação junto a uma prática reflexiva.
    Sempre me pergunto: Qual foi minha contribuição para o desenvolvimento do meu aluno. Poderia ter feito melhor? O que posso melhorar?

    Bom relatório a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí!!! Parabéns pelo comentário!!

      Excluir
    2. penso exatamente assim...

      Excluir
  5. obrigada me ajudou bastante bjssss!

    ResponderExcluir
  6. Nossa quantos "Não" em seu registros! Acho que como profissional vc deveria reavaliar o que está escrevendo. E como disse um cometário "Acredito que no relatório seja importante colocar o que a criança é capaz de realizar". Uma visão mais positiva, sem é claro deixar de colocar aos pais o que se pode melhorar, desenvolver, ampliar o ensino-aprendizagem da criança!

    ResponderExcluir
  7. Fique assustada ao um ver relatório desse se tratado de um criança que esta em seu desenvolvimento, Nunca coloque que o aluno "não sabe", "não é capaz", ele AINDA esta desenvolvendo aquela areia e cabe ao professor contribuir para que ele tenha autonimia de fazer tal coisa sozinho. Observe mais seus alunos com um olhar de amor, afeto, estamos lhe dando com crianças, seres lindo, capazes de nos ensinar muito. Acredito que toda criança tem seus pontos positivos e negativos, cabe a nos professores fazer com que os positivos sejam mais importante na vida dele, assim ele deixara dos comportamentos negativos de lado.
    Na educação infantil não cabe cobrar ao aluno vogais, escrita perfeita, DECORAR (exclui essa palavra da sua vida profissional). Estamos vivendo outra época, as crianças estão em contato com as letras a todo momento, sabem ler coisas que não sabemos, ela precisa ter um visão de mundo, saber ler o mundo, não apenas o que se escreve. Na educação infantil tudo deve acontecer naturalmente, através da brincadeira e não do decorar.

    ResponderExcluir
  8. PERFEITO ESTE ÚLTIMO COMENTÁRIO, FIQUEI CHOCADA COM OS MODELOS DE AVALIAÇÃO

    ResponderExcluir
  9. Você foi muito infeliz na sua forma de se expressar ,registrar avanços e dificuldades na educação infantil trata-se de falar de criança repense a linguagem que você deve usar.

    ResponderExcluir
  10. Querida este tipo de relatório não é condizente para avaliar "crianças" , faça uma analise sobre você mesma e reflita se não está na profissão errada ok. Pense nisso.!!!

    ResponderExcluir